terça-feira, 25 de abril de 2017

33 Anos - "E então fazer valer a pena cada verso daquele poema sobre acreditar".

Hoje faz 33 anos que cheguei nesse mundo. Passou rápido.
Houve dias, noites e momentos tão ruins que pareciam intermináveis. Teve alegrias e felicidade tão grande que sorrio só de lembrar. Teve insanidade. Teve loucuras por amor. Teve crise de ciúme. Teve dor. Teve medo. Teve fracasso. Teve rejeição. Teve superação. Teve fé. Teve coragem. Teve renúncias. Teve amigos, muitos amigos. Teve gente que não merecia nada, teve muito e não soube valorizar, preservar. Teve música. Teve livros. Teve beijos, muitos beijos. Teve sexo. Teve viagem. Teve encontros, desencontros, reencontros. Teve vida, muita vida.
E continuará tendo tudo isso e muito mais. Vou continuar a escrever a história da minha vida.
O caminho tem tanto obstáculo. Tanta pedra. Tanta distração. Tanta erva daninha que por vezes questiono minhas escolhas. Meus desejos e capacidade. A vida é tão ligeira. Oferece tantas opções, mostra tanto desalento que em alguns momentos o desânimo se aproxima. As interrogações ganham espaço.
Então, essa mesma vida, em sua enorme sabedoria me mostra, nos pequenos detalhes, porque e por quem vale a pena viver. O que, realmente, engrandece e enrique a alma.
Não, não tem nada a ver com valores monetários e sim com sensações e momentos impagáveis. Tem a ver com realização de sonhos. Tem a ver com superação de obstáculos. Tem a ver em ter com quem contar. Tem a ver com amigos. Tem a ver com família. Tem a ver com amor. Tem a ver com a verdade do que somos e com quem lidamos.
Hoje, já aprendi que o coração mostra o destino. Ele é o norte. E a razão mostra como chegar.
Mais uma vez a vida endossa a máxima de que o ontem ninguém pode alterar. Que o amanhã é o hoje de ontem. Que a vida é um eterno construir e desconstruir. Que a única verdade absoluta é a morte desse corpo físico.
Não adianta se lamentar e a sofrer pelo que podia ser e não foi. Adianta olhar para frente e batalhar por aquilo que se acredita ao lado de quem faz tudo isso valer a pena. Não focar nos obstáculos. Não dar importância pro que e pra quem não tem importância. A vida é ligeira e o que a faz valer a pena é sentir que estamos evoluindo. Aprendendo. Crescendo. Sendo útil. Hoje meu coração transborda por ter segurança nas escolhas que fiz.  Por ir dormir com aprendizados diferentes do que quando acordei. Por me permitir saber e enxergar tudo isso.
Esse aniversário marca o fechamento de um ciclo lindo e o início de um ainda mais belo. Aprendi tanto ao longo do último ano. Enxerguei tanta coisa que antes não era capaz. Esvaziei a mala dos traumas que carregava. Me enchi de amor próprio. Me sinto livre. Plena. Bela.
Tenho seguido meu caminho e visto o quanto a vida ensina. O quanto ela abençoa. O quanto ela prova, mostra, testa.
Nesse ciclo que se fecha aprendi ou alcancei tantos lugares que julguei que demoraria tanto. Aprendi em um dia lições para levar por toda vida. Cruzei com pessoas que se tornaram especiais e inesquecíveis. Foram presentes de Deus. Conheci uma pessoa que não quero nunca esquecer, pois foi através dessa pessoa que entendi na pele que só quando nos amamos que podemos buscar o amor do outro.
Vi que a vida nos traz lições, nos prepara e nos testa. A vida deu tantas voltas pra me mostrar que Eu aprendi. Eu cresci. Eu mudei.  Mas se não tivesse aprendido apanharia muito, pois a vida me apresentou o pior. Mas ter me livrado do pior sem a dor, sem o apego me dá aquela estrelinha da vitória.
Reencontrei com meu ex-amor. Pude entender que há ligações eternas. Que não adianta fugir. Mas que mesmo sendo eternas, as relações se mudam. Que o amor acaba. Cessa. Transforma-se. Mas que o respeito, a consideração e o carinho não.
Aprendi a me perdoar. A não exigir tanto de mim. Sim, sou falível. Acho que só após 32 anos entendi que posso errar,  fazer do erro um aprendizado e não preciso sofrer tanto por isso. Não preciso me julgar tão mal.
Para esse novo ciclo há vontades genuínas aqui dentro de mim. Há caminhos sendo construídos. Há sonhos sendo concretizados. Há fé, mas uma fé tão grande em mim e na vida. A fé que é o sentido do meu viver. A certeza de que basta que eu acredite e queira que ninguém me segura. Porque quando eu realmente quero, eu quero e ponto. E não tenho medo da colheita, pois sei o que estou plantando.
Agradeço a Deus, a vida, a espiritualidade amiga por tudo que a vida tem me dado. Por tudo que tenho colhido.
Que venha um novo ciclo com muita saúde, muito amor, com muitas realizações, com muitos amigos, com muito trabalho. Ciclo esse que será recebido por mim com várias comemorações.

Parabéns pra mim!! 
"Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu
É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu
É sobre ser abrigo e também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo em todas as situações"
❤😊😉🙏👆💕